Header Ads

header ad

Marido de Juliethe diz que vereadora "levou uma passada de mão nas nádegas"

Ainda sobre o triste episódio da noite desta terça-feira (21), na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú, conversei ao vivo, agora pela manhã na 106 FM, com o esposo da vereadora Juliethe Nitz, o lutador de MMA, Juliano Ninja.


Ele negou ter agredido o vereador Elizeu Pereira (PMDB), disse que apenas o procurou no final da reunião, para esclarecer a "passada de mão nas nádegas" que a vereadora e esposa teria recebido do parlamentar, na noite de sábado, durante a festa de aniversário de um empresário da cidade.

Ninja, que já tem 25 registros policiais por ameaça e lesão corporal, teria percebido algo estranho na festa, mas só ficou sabendo do ocorrido em casa, ainda na noite de sábado.

Perdeu a razão
Penso que o acontecido poderia ter sido resolvido de outra forma, aliás, a vereadora Juliethe deixou escapar um um fato positivo para o seu mandato, como por exemplo, ter registrado o Boletim de Ocorrência e na tribuna da casa do povo, ter relatado o ocorrido durante a sessão e acionado o Conselho de Ética do legislativo. 

Perdeu um grande espaço de empoderamento, que ela tanto defende e poderia ter sido um exemplo a outras mulheres que convivem com esse tipo de situação todos os dias. Não se resolve violência com violência. 

Nilson também foi agredido
Também na manhã de hoje conversei com o vereador Nilson Probst (PMDB), que aparece nas imagens tentando acalmar os ânimos. Nilson se dirigia ao seu gabinete, quando presenciou Juliano agredindo o vereador Elizeu no corredor. Sem saber qual o motivo da discussão, o ex-presidente da Câmara, que é policial civil, tentou apartar a briga e foi agredido. Ele chegou a ser derrubado. 

Nilson prestou depoimento na delegacia, confirmou que foi agredido e repudiou a postura do marido da vereadora. "Se existia algum fato, que aconteceu fora do legislativo, ele devia ter resolvido com o vereador lá fora, e não alí na saída do plenário", disse Probst.

Tecnologia do Blogger.